Dicas para aproveitar ao máximo o “ser AU PAIR”

Dúvida, medo e nervosismo é o que rola na cabeça de quem pensa em ser AU PAIR. Isso é totalmente aceitável, afinal você irá pra um lugar onde mal conhece o idioma, a cultura, as pessoas, os lugares e etc… Foi pensando nisso que a Vania, uma pessoinha muito especial que tem ajudado demais nesse período auperiano rsrsrs, mandou um manual que ela tinha conseguido para nos ajudar. Com a tentativa de ajudar a solucionar algumas dessas dúvidas, medos e nervosismo surgiu esse post. Vejam algumas dicas para a AU PAIR ser feliz e aproveitar ao máximo esse tempo tão especial:

  • O julgamento de uma cultura

Um grande erro cometido por pessoas que viajam para o exterior é a comparação de sua vida e seus costumes no Brasil com a vida e costumes no país estrangeiro.
Muitas vezes a gente considera a nossa cultura muito “melhor” do que a do país onde estamos, mas achar que uma cultura é “inferior” a nossa, menosprezando as tradições, hábitos da população, não é algo que deva ser feito e muito menos uma postura indicada às pessoas que desejam participar de um programa como o AU PAIR.
Quando falamos de cultura, nos referimos a aspectos da vida do povo de determinada região: os costumes, os hábitos alimentares e comportamentais, os programas sociais (como eles se divertem, etc.), até mesmo a música que faz sucesso, as roupas que estão na moda, etc.
As AU PAIR’s devem ser pessoas maduras o suficiente para aprender a conviver com as diferenças e procurar compreendê-las e respeitá-las. Dessa forma temos certeza que você terá mais facilidade para fazer amigos e se adaptar.

  •  A primeira impressão

Sua chegada é muito importante para os membros da sua Host Family. Ao chegarem na sua casa nova, passem um tempo com a sua nova família antes de ir para o quarto descansar. Se mostre o mais comunicativo possível e lembre-se que haverá diferenças das quais você vai se adaptar com o tempo.

  •  Suas Expectativas

É normal que você crie uma imagem em sua cabeça de como será sua Host Family, sua futura escola, seus novos amigos, nova cidade, etc. Após o contato inicial por telefone e e-mail você já conhece um pouco da vida de sua Host Family.
Sabemos que suas expectativas são muitas. O que a gente espera é que você entenda que o programa AU PAIR é uma experiência muito rica culturalmente e que cada pessoa tem reações diferentes para essas diferenças, e que essas diferenças serão parte de um longo aprendizado. Aos poucos você vai se acostumar com o cotidiano dos americanos e como as coisas acontecem.

  • Não estou entendendo nada!

É muito comum, nas primeiras duas semanas do programa que você tenha dificuldade de entender o que é falado e se sinta muito cansada no final de cada dia. Isso é considerado normal. O que ajuda é você ser ainda mais extrovertida e comunicativa. Somente assim você poderá vencer as barreiras do idioma e se tornar melhor a cada dia!
Lembre-se que, quando não entender alguma coisa, não é pra ter vergonha: Pergunte! É melhor perguntar e ter certeza do que fazer alguma coisa errada. Nunca faça nada sem ter 100% de certeza que você entendeu o que foi pedido pra você. Observe sempre como os outros se interagem e como se comportam.

  • Nova vida, novas regras e deveres

Procure observar bem no começo de seu programa como as coisas funcionam em sua nova casa. Conhecer as regras da casa vai facilitar bastante a sua adaptação.
Ajude sempre que for necessário ou que for solicitado. Fazer parte da família implica em participar de tudo, inclusive das tarefas da casa.
Mantenha seu quarto sempre limpo e arrumado e seus objetos pessoais bem ajeitados.
Também é importante a comunicação entre você e a Host Family, logo, fale com eles de tudo que você esta pensando e de todos os seus planos. Se quiser ir ao shopping, ao cinema, etc, peça a eles com antecedência. Avisar as coisas em cima da hora muitas vezes pode criar uma situação desconfortável se a Host Family tiver outros planos. Crie esse habito de sempre se comunicar com a Host Family sobre seus planos. Seja tolerante com as diferenças!

  • Choque cultural

Algumas AU PAIR’s passam pelo problema do choque cultural. Se a saudade for muito grande, o choque cultural pode levar algum tempo pra passar. Muita calma e tranquilidade!
Com o tempo você vai entendendo as diferenças e se sentir mais confiante no idioma. Procure sempre se manter ocupado com atividades na casa e escola.
Se comunique! Mesmo que você sentir que seu inglês está fraco você só vai melhorar se comunicando. Aprenda a rir dos seus próprios erros. Com bom humor você vai superar as dificuldades e vai aprender naturalmente.

  • Problemas de relacionamento

A solução da maioria dos problemas depende em grande parte da AU APAIR. Seja franca com sua Host Family procurando entender as diferenças e tentando buscar uma solução. Uma conversa franca e educada muitas vezes é a chave para solucionar problemas de relacionamento. Se os problemas persistirem, converse com a sua coordenadora local.
Importante: Entrar em contato com seus pais naturais sobre qualquer problema é uma atitude imprudente e imatura. Os pais naturais tendem a ter reações excessivas, muitas vezes sem motivo. Além disso, a solução dos problemas depende de você, sua Host Family, coordenadora, agência. Seus pais ficarão frustrados em não poder ajudar adequadamente e a intervenção pode ser prejudicial ao seu programa.

  • Segurança

Mantenha seus documentos (passaporte, passagem aérea, traveller cheques, etc) em lugar seguro. Muitas vezes a Host family poderá colocar esses documentos em cofres dentro de casa.

Espero ter ajudado vocês como me ajudou!!

Bjossss

Anúncios
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Dicas: Como ser uma boa AU PAIR – Parte 2

O post é grande, mas é bem interessante.

Na verdade, essas são algumas dicas para os pais escolherem uma Au Pair. Mas nada mais valioso do que entender o que é importante para eles, não é?! Nessa parte, tem dicas de como a Au Pair deve ser ou qual habilidade deve possuir para cuidas de crianças de determinadas idade. Seja:

0 a 1 ano – Cuidadosa
A Au Pair precisa ser calma e estar atenta aos muitos cuidados que um bebê exige. Ter segurança para carregá-lo ou trocá-lo. Pode ser uma pessoa com mais experiência.

1 a 3 anos – Bem-disposta
É uma fase difícil. Além de cuidar da criança, precisará de fôlego para ajudá-la a engatinhar e andar. Tem de estimulá-la e ser quase uma sombra, afinal, o perigo está ao alcance da mão ou no próximo degrau de escada.

4 a 6 anos – Companheira
Ela pode ajudar em algumas situações do seu desenvolvimento, lendo histórias, por exemplo. Além disso, precisa estar afinada com a opinião dos pais a respeito de assuntos polêmicos, como perguntas sobre sexualidade.

Depois dos 6 – Observadora
Além de ser companheira, a Au Pair precisa ficar atenta ao comportamento da criança, que passa por grande desenvolvimento intelectual. Ter aptidões, como saber navegar na internet, e ter noções de segurança online é interessante.

 

Dúvidas mais comuns entre os pais

Em que situações ela deve acompanhar a família?
Algumas pessoas têm dúvidas se a babá deve sair com a família para todos os lugares, como shopping, festas, visita aos amigos. A decisão vai depender do ritmo de cada família, de como os pais se sentem com a presença da babá. Se, durante as saídas, o clima é tenso, não a leve. Há quem tenha dúvidas se a presença dela tira a privacidade dos pais. Por outro lado, quando a babá acompanha as crianças, o casal pode ter mais liberdade para fazer as compras ou conversar com os amigos durante uma festa ou um jantar, por exemplo.

O que a babá deve vestir?

É uma questão de gosto. O uniforme pode ser uma boa opção, porque é prático e garante que ela esteja sempre bem-arrumada. Mas uma roupa discreta e limpa também vale.

Pijama: De preferência para calça e blusa de malha. Nada que chame a atenção.

 

Dicas para tudo correr bem em casa

Agenda do bebê: Crie uma agenda na qual você poderá escreve o que a criança comeu e a que horas, se dormiu ou se houve algum fato relevante, como febre. Tenho certeza de que fará uma grande diferença.

Remédios: Peça para os pais deixar escrito na caixa do remédio a dose, o horário e a data de término do medicamento. Um despertador ajuda a não perder à hora certa.

Roupa suja: Peça para que a hostmom te explique como ela goste que lave e passe as roupas. Se deve separar as roupas de frio das de calor.

Planilha: Crie uma planilha toda colorida e cole na porta com adesivos e etc. Nessa tabela poderá constar todas as atividades das crianças e as suas que envolvem a casa.

Televisão: Uma mãe falando: – Meu pai trabalha com pedagogia. Ele me disse: ‘Não dá para evitar o contato com a televisão. Mas você pode escolher os melhores programas para o meu neto assistir’. Mostro para a babá quais são esses canais. Determino um horário do dia para a TV ficar ligada. Meu filho é meio preguiçoso, se deixar, fica vendo TV a manhã inteira. Digo para ela ser rígida, nunca brava.

3 perguntas para Lucy Kaylin

A escritora norte-americana Lucy Kaylin, em seu livro The Perfect Stranger: The Truth About Mothers and Nannies, algo como ‘A estranha perfeita: a verdade sobre mães e babás’, trata, entre outros assuntos, dos sentimentos conflituosos que existem entre mães e babás. E ela fala dessa relação.

Qual é o limite da Au Pair?
É importante que elas respeitem o fato de que a mãe é a mãe, mesmo que a babá saiba mais sobre os cuidados com crianças. A situação complica quando os pais dão instruções que a babá desaprova.

Muitas mães sentem-se culpadas por trabalhar fora e deixar os filhos com as Au Pair. Como resolver essa questão?
A mãe precisa abraçar as escolhas que fez e se sentir bem, se foi o que ela decidiu para sua vida. O importante é fazer a escolha certa da Au Pair. Quando as mães podem sair para trabalhar sabendo que suas crianças estão em boas mãos e têm uma vida divertida, segura e feliz, lidam melhor com isso.

Mas lidar com o ciúme não é uma tarefa fácil…
Se a mãe se sente confiante e mantém um bom relacionamento com seus filhos, ela não vai sentir ciúmes da Au Pair. É extremamente importante que a criança mantenha um laço forte com a Au Pair, porque é quem cuida das suas atividades rotineiras. A mãe vai se sentir feliz e mais segura com essa situação.

 

Espero ter ajudado!!!
Bjosss ^^

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários

Dicas: Como ser uma boa AU PAIR – Parte 1

Oi gente,

Estava eu pensando em como será meu dia-a-dia como Au Pair. Então, comecei a me questionar! Como posso ser uma boa Au Pair? Como posso não perder a paciência? Como faço pra que as crianças gostem de mim, mas me respeitem. Aiiii… Encontrei esse post super legal. Dêem uma olhada:

DICAS PARA SER UMA BOA AU PAIR

1. Incentive a criança

Quando uma criança faz algo bem ou correto, elogie imediatamente. Seu incentivo irá mostrar que eles acreditam que você pode fazer isso – e dará mais confiança a elas. Você sabia que se uma criança recebe uma mensagem negativa, precisa de nove positivas para acabar com a única negativa?

2. Ensine o Exemplo

As crianças estão observando o seu comportamento e aprendendo continuamente. Eles tomam conhecimento do que os adultos estão fazendo e dizendo. Você está se comportando da maneira que você deseja que a criança imite? Tire um tempo para verificar o seu próprio comportamento.

3. Não Desista!

Cuidar de crianças é cansativo, preocupante e muitas vezes parece uma tarefa ingrata. Não há ‘babá perfeita “ou” pai perfeito’. Você pode fazer o melhor com o que você tem. Aceite que todo mundo às vezes comete erros e não tenha medo de pedir ajuda.

4. Limites

As crianças sentem-se muito mais seguras se elas têm limites e fronteiras. Elas irão testá-los constantemente. Esses limites irão tranquilizar a criança que você ama e eles se sentirão seguros.

5. Ser forte para a criança

Se a criança lhe diz alguma coisa ruim que aconteceu – não reaja negativamente ou com raiva. Trabalhe junto para encontrar uma solução para qualquer problema. Dessa forma, a criança passará a confiar em você e continuará compartilhando suas preocupações – e haverá muitas!

6. Fique calma

Aprenda a não reagir ao comportamento negativo ou “mau”. Se você está irritado, tome um pouco de tempo para recuperar o controle. Isso ajudará você a ter uma reação apropriada.

7. Suborno, definitivamente, não compensa!

Subornando a criança você envia uma mensagem que eles têm de se comportar mal só para conseguir o que querem. Recompense o comportamento bom com um tratamento não-material, como a leitura de uma história favorita. 8. Não tenha medo de disciplina Disciplina não é gritar, bater, ameaçar ou punir. É uma maneira tranquila e calma para ensinar, mostrar e reforçar comportamento de forma consistente. Essa estratégia vai te livrar da raiva e frustração e vai permitir que a disciplina exista, mas de forma amorosa.

É isso meninas, espero que isso ajude vocês, assim como irá me ajudar também.

Bjoos

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Application nos EUA

Uhuul… dessa vez tenho várias novidades!!! \o/

Terminei meu application depois de mile anos. rsrs Revisei uma 535 mil vezes, mas está entregue!

Isso foi na semana passada, mas ainda faltava o teste de inglês na agência. Fiz o teste na segunda-feira (19/03) e passei galerinhaaa. Fiquei tão feliz! Depois disso meu application foi submetido pra agência de São Paulo, e dentro de 15 dias eles iriam me ligar pra fazer outro teste, ou seja, até dia 04/04. Estava eu tranquila, quando de repente um número de São Paulo me liga as 11:30 na sexta-feira (23/03). E adivinhem? Era a STB de SP… Ow God, my heart foi a 200 mil por hora. A menina me perguntou se ela poderia fazer o teste comigo naquela hora, eu disse que não dava por causa do horário. Pedi pra ela me ligar depois das 17h30. Sinceramente?! Achei que ela não fosse me ligar mais, pq fiquei sabendo de meninas que a agência ligou no horário errado e depois nem ligou mais e mandou o app pros EUA. Maaaaaaaaaas ela me ligou! Rsrs Fiquei supeeeeeeeer nervosa!!! Mas valeu a pena, gostei muito!! E girls, não achem que o teste é um bicho de 7 cabeças! O teste dos EUA eu ainda não fiz, mas esses que eu fiz até o momento, foram super tranquilos.

Pra quem está MORRENDO de curiosidade de saber quais são as perguntas que ela me fez… São as mesmas que a gente está acostumada a ver. Coisas do tipo:

¬ Por que vc quer ser uma au pair?

¬ Vc tem habilitação?

¬ Com que frequência vc dirige?

¬ Pra citar algumas de suas características.

¬ Vc tem experiência com criança?

¬ O que vc vai fazer com as crianças?

Mais ou menos isso gente!! Super tranqüilo mesmo!!

DICA (que tbm me deram e deu super certo!): Quando perguntarem, não seja objetiva! Do tipo:

Agência: Do you have experience with children?

Você: Yeah!

Não faça issooooo!! Lembre-se que eles querem ouvir como é seu inglês! Então, encha linguiça!! Fale bastante!!

Conclusão: Passei no teste de SP tbm, gente!! Que feliz que eu fiquei. Mas não acreditando que era verdade, fiquei pensando: Será que eu entendi mal?! Será que eu passei mesmo?! Acho que não… hahahha. Eu sempre sou assim. rsrsrs Até que mais tarde eu entro no meu AuPairRoom e adivinheeeeem??? Apareceu essa mensagem:

Your application has been forwarded to AuPairCare for review. If your application is accepted by AuPairCare, you will then enter the matching process. At that time, families will begin to call you for interviews.

Ou seja, era verdade!! Eu application está nos States, véio! Uahuahuha… Nem dá pra acreditar!

Agora é só esperar a ligação dos EUA, ai o bicho vai pegar!!! Rsrs… Espero que não!! Com fé em Deus, não!!! Rsrsrs

É isso, meninas!! Mais um post só pra atualizar e ficar registrado todo o processo!!! 😉

Bjuuu

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Aii os verbos irregulares…

Oiee… Vocês estão bem???

Como eu havia dito no último post, estou fazendo aula de inglês né!? Então, eu to tentando estudar o máximo possível, mas não pense num máximo muito grande porque o meu máximo é o mínimo pra muitos rsrsrs… Mas nem é porque eu quero, e sim porque eu realmente estou sem muito tempo agora!! É ir pra faculdade que me consome um tempo danado, trabalhos dá facul, o meu trabalho (que querendo ou não, usufrui pelo menos 11 horas do meu dia), alguns outros compromissos que eu tenho e também o inglês… rs.

Mas ok, foi por esse motivo que resolvi colocar a tabela dos verbos Irregulares aqui, porque além de ser um bicho de 7 cabeças pra muitos e pode ajudar, pelo menos eu sei exatamente onde procurar quando eu precisar!! rsrsrs…

Verbos Irregulares

Infinitive
(infinitivo)
Simple Past 
(Passado)
Past Participle
(Particípio)
Translation
(Tradução)
to arise arose arisen surgir, erguer-se
to awake awoke awoken despertar
to be was, were been ser, estar
to bear bore born nascer
to beat beat beaten bater
to become became become tornar-se
to begin began begun começar
to bet bet bet apostar
to bite bit bitten morder
to bleed bled bled sangrar
to blow blew blown soprar
to break broke broken quebrar
to bring brought brought trazer
to build built built construir
to burn burnt (burned) burnt (burned) queimar
to buy bought bought comprar
to catch caught caught caçar
to choose chose chosen escolher
to come came come vir
to cost cost cost custar
to cut cut cut cortar
to dig dug dug cavar
to do did done fazer
to draw drew drawn desenhar
to drink drank drunk beber
to drive drove driven dirigir
to eat ate eaten comer
to fall fell fallen cair
to feed fed fed  dar de comer
to feel felt felt sentir
to fight fought fought lutar
to find found found encontrar
to fly flew flown voar
to forbid forbade forbidden proibir
to forget forgot forgotten esquecer
to forgive forgave forgiven esquecer
to forsake forsook forsaken abandonar
to freeze froze frozen congelar
to get got got / gotten receber; conseguir; obter; adquirir…
to give gave given dar
to go went gone ir
to grow grew grown crescer
to have had had ter
to hear heard heard ouvir, escutar
to hide hid hid / hidden esconder, ocultar
to hit hit hit bater, ferir
to hold held held segurar
to hurt hurt hurt machucar
to keep kept kept manter
to know knew known saber, conhecer
to lead led led conduzir, comandar
to lend lent lent emprestar
to lose lost lost perder
to make made made fazer, criar
to meet met met encontrar
to pay paid paid pagar
to put put put colocar
to read read read ler
to ride rode ridden andar, passear
to ring rang rung tocar (sino, campainha)
to rise rose risen levantar, erguer
to run ran run correr
to say said said dizer
to see saw seen ver
to sell sold sold vender
to send sent sent enviar
to shut shut shut fechar
to sleep slept slept dormir
to speak spoke spoken falar, dizer
to swim swam swum nadar
to take took taken pegar
to teach taught taught ensinar
to tell told told dizer
to think thought thought pensar, acreditar
to throw threw thrown jogar, arremessar
to win won won ganhar
to write wrote written escrever
Publicado em Uncategorized | 1 Comentário

E o inglês???

Oiiiii, galerinha!!

Vocês nem acreditam, terminei todo o application e já entreguei tudo na agência. Agora ainda ta faltando eu fazer o teste de inglês na agência aqui da minha cidade, depois com a agência de SP pelo telefone e por último na agência dos EUA (AuPairCare). Depois disso, as famílias entram em contato comigo e tcharam… Bye bye Brasil, mamãe, amigos, vidinha, trabalho e tudo mais \o/. Só que pra eu fazer esses testes na tranquilidade, decidi fazer umas aulinhas de conversação antes, pelos menos assim eu fico menos nervosa pra falar inglês. Pq geralmente eu fico, sabe?! 😦

Ai na conversação, a gente ta falando sobre tudo, mas focando nas perguntas que as famílias farão pra mim e eu pra elas.

Falando nisso, vou colocar aqui algumas das perguntas que as hosts provavelmente farão pra vocês:

ABOUT YOU

  1. Where do you live in Brazil?
  2. Why do you want to be an Au Pair?
  3. What do you like to do in your spare time?
  4. Have you taken care of 2 and 4 year old children before?
  5. Have you ever been away from home before for an extended time?
  6. Do you like to cook?
  7. What are your hobbies?
  8. Are you a good driver?
  9. Do you smoke?
  10. How is your English?
  11. What do children like about you?
  12. Do you like to swim?
  13. Are you open to taking the kids to the park and zoo during the summer?
  14. How do you feel about leaving your boyfriend for a year? Are you concerned that you will be lonesome for him?

Tem em vários sites, mas vou colocar as perguntas que vocês farão para as hosts também, ta? Espero que ajude vocês:

ABOUT THE CHILDREN:

1. How many children are there?

2. What are their names?
3. How old are they?
4. What do they like to do?
5. What are they favorite games and toys?
6. Are they in the school? How far is the school?
7. How they go to school, by bus? Am I gonna be supposed to take them to school by car?
8. Se a criança for bebê: Is she/he walking and talking yet?
9. Are they energetic or calm kids?
10. What do they like to do in their free time?
11. What do they usually eat? (for breakfast and lunch)
12. Am I be supposed to make dinner?
13. Is there any kind of food that you don’t eat?
14. Have the kids suffer from any kind of allergies?

ABOUT THE AU PAIR’S DUTIES:

15. Will I be responsible for any household duties? If so, which ones?
16. What will be my responsibilities with each kid?
17. What will my schedule be like?
18. When I’ll have free time?
19. Will I have access to internet and computer?
20. Can I receive and make phone calls in your house?
21. Will I have time to study? What time? Can I study when the children are in the school?
22. Are there any English Schools near your house?
23. What time can I get home during the week and on the weekends?

ABOUT THE CAR:

24. Will I have permission to use the car? How often? How far?
25. Is a state driver’s license required?
26. Are there only certain times when I can use the car?
27. Can I use the car in my free time?
28. Will I have to pay for the gas when I use the car?

ABOUT THE PARENTS:

29. What is your names? How old are you?
30. Do they both parents work?
31. Where do you work and what do you do?
32. Do you like your job?
33. Do you have any religion?
34. Why are you interested in getting an au Pair?
35. Have you ever had an au pair before? Is she living with you yet?
36. Would you mind if I ask you to talk to her or send her an e-mail?
37. What are your hobbies?
38. Do family members or relatives live nearby?
39. What qualities do you find important in an au Pair? What are you expecting from me?
40. What are the house’s rules?
41. What are the family activities on the weekends?

ABOUT THEIR HOME:

42. Where do you live? In which state?
43. Is it a small town?
44. Is it near a big city? Which one?
45. Is it too cold in the city? Snow there?
46. Do you live in house or apartment?
47. Do you have pets?
48. Do you have a housekeeper?
49. What about the au pair’s bedroom, what part of the house is the bedroom located?
50. Will I have a private room, bathroom? Will I have TV in my room?
51. Are there other families with children nearby?
52. Are there any other au pairs in the area?
53. What things are there to do with the children?

PERGUNTAS PARA ATUAL AU PAIR (se houver):

54. What do you think about the family? And the kids?
55. Are they nice with you?
56. Do they pay you weekly or per month?
57. Do you do extra work? I mean, if you work for other people, take care of their kids or clean the garden from neighborhood?
58. Do you do any course? If so, are the courses near from the house?
59. How are the kids and the family in your opinion?
60. Is there any cool near place to go there?
61. What do you most like to do in your free time?
62. What do you think they would like to receive as a gift?

DICAS
Sorry, I don’t understand. Can you repeat please?
Can you speak slowly please?
Remember: the family’s name and the date they would like you to fly to the United States

Depois que tiver família: Would you like me to take something from Brazil for you? What kind of things? Anything special?

É isso gente, boa sorte pra vocês!!

Bjos e uhuuL rs

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Vamo que vamo…

Genteeem, mais mudanças!!

Conforme eu disse no último post, já tirei a habilitação! O que me deixou muitíssimo feliz. Depois disso estava tudo certo para eu trancar a facul e ir… PORÉM acorreu um “probleminha” bem pessoal e tive que adiar mais alguns meses.
Continuo no processo, estou terminando as coisinhas que faltam, já editei meu vídeo junto com meu amigo Carlos (tksss, Carlooos), que por sinal ficou lindooo (obs: a edição, pq eu falando é o ó). Vou coloca-lo aqui (mesmo morrendo de vergonha), só para constar! rs

(tentei colocar o vídeo e não consegui! Mas vou continuar tentando. Por enquanto, segue o link): http://www.youtube.com/watch?v=aF71kGZle4o

E hoje meu objetivo é ir logo após eu concluir a facul… em Junho! Mas estou indo bem devagar, um passo de cada vez e tudo está dando certo!! Só a ansiedade que me mata às vezes rsrs

Então, é isso!!… E fica mais um registrozinho “em off”, por enquanto, do meu processo aqui!! Rs Bjoos

Publicado em Uncategorized | 2 Comentários